Monsanto Pretende Patentear Marijuana Geneticamente Modificada no Uruguai

Novas regras no Uruguai criaram um mercado legal de marijuana – A corporação gigante Monsanto planeia lançar a produção de marijuana geneticamente modificada, e empresas como a Drug Policy Alliance Foundation e Open Society Foundation vão criar uma marca própria, que será produzida sob cannabis.

Estas empresas são financiadas pela Monsanto, que será responsável pelo desenvolvimento de sementes transgénicas de marijuana no mercado, particularmente no Uruguai.

Uruguai é o primeiro país do mundo a legalizar oficialmente a produção e venda de marijuana. O iniciador da lei foi o líder do Estado, o presidente José Mujica. Existem muitas razões pelas quais a Monsanto e outras empresas produtoras de OGM gostariam de aprender um novo produto. É bem possível que a marijuana possa ser a próxima vítima de OGM. A empresaplaneia produzir OGM a manipulada “marijuana medicinal”.

Se a máfia farmacêutica se juntar às empresas OGM, poderão criar estirpes transgénicas que serão capazes de produzir mais compostos activos que serão patenteados e poderão ser utilizados como medicamento. O ex-director estratégico Jamin Shively Microsoft também anunciou os seus planos de patentes nos EUA. Esta será a primeira marca nacional que irá produzir cânhamo importado do México.

A nova empresa terá sede em Seattle. O empresário disse que o financiamento inicial para o projecto é de 10 milhões de dólares para iniciar os produtos da empresa e só serão distribuídos em dois estados dos EUA, Shively diz: “Nós vamos procurar garantir que nas nossas mãos estarão 40% de cannabis no mundo.”

(naturalcuresnotmedicine.com)

Anúncios

Fukushima & Cancro / Exposição à Radiação

De acordo com fontes de alto nível, fui informada de que Fukushima é apenas o começo quando se trata de um aumento da radiação e como resultado os inúmeros casos de cancro que têm vindo a surgir nas populações expostas em todo o mundo. Disseram-me que as usinas nucleares em todo o mundo estão com fugas.

Uma fonte disse que as centrais nucleares, sem excepção, estão a contratar pessoas e a mentir para elas sobre os perigos da exposição à radiação no trabalho. Várias centrais nucleares (mesmo aquelas que foram fechadas) estão a vazar para a água subterrânea e áreas vizinhas aqui nos Estados Unidos e em outros lugares.

Como resultado, fui informada que existe um elevado aumento no número de casos notificados de cancro, sejam eles cancro da pele ou de outros tipos, e que este fenómeno vai atingir proporções epidémicas muito em breve (isto de acordo com um médico com 30 anos de experiência no área da terapia do cancro) .

Aqueles que seguem o site Project Camelot numa base regular já sabem que isto indica premeditação na obsolescência embutida das centrais nucleares. Isto significa que aqueles que têm uma visão geral do verdadeiro retrato no Planeta Terra têm uma agenda em que estão a trabalhar, agenda essa que foi posta em vigor há décadas. Isto significa que eles estão a deixar isto acontecer.

Isto também significa que eles estão a facilitar esta agenda através de certos meios, incluindo, como muitos sabem, o ataque deliberado envolvido na crise de Fukushima, no Japão… orquestrado usando Stuxnet, cargas nucleares estrategicamente colocadas ao longo de linhas de fracturas abaixo da linha do mar e Haarp ou armas scaler.

O que estamos a falar aqui é de terraformação do planeta Terra (Terraforming) para permitir a entrada de uma raça de seres que são mais favoráveis a níveis mais altos de radiação do que as populações actuais. Isto também se reflecte no facto de que, como é demonstrado no filme do X-MEN, a exposição à radiação dos pais antes do nascimento de uma criança aumenta as hipóteses de ocorrer mutações, ou mutantes, e também resulta em maior incidência de autismo em crianças.

As crianças que são autistas têm uma hipótese maior de ser “Precogs” (seres capazes de fazer previsões). São estes seres que o governo está interessado. Eles estão a trabalhar desta forma, permitindo e até mesmo causando propositadamente estas condições para conseguir uma agenda que aponta para a criação de uma Humanidade 3.0.

Também é importante saber que parece que os níveis mais altos da liderança no Japão estão bem cientes do facto de que a ilha se tornou inabitável. Eles compraram as ilhas Kamkatcha e estão, segundo me disseram, a consultar vários governos sobre outros lugares onde os seus povos possam ser evacuados. Existem algumas evidências de que a ilha do Japão vai sofrer outro evento sério no futuro. Infelizmente, a forma como o governo do Japão escolheu para lidar com as coisas é para aprovar leis para limitar o acesso à informação para o seu povo. Suplicamos ao povo japonês e ao seu governo a serem mais abertos ao lidar com soluções.

Também me foi dito que os EUA ofereceram ajuda para limpar Fukushima, mas ao mesmo tempo, colocou certas condições na sua oferta. Condições como a imunidade de qualquer americano ou o governo americano, etc. Escusado será dizer que, colocando condições, tais como imunidade, seria difícil para o governo japonês aceitar sua oferta.

Disseram-me que houve um colapso numa usina nuclear na Europa Oriental, que é igualmente terrível! Uma central nuclear na área de Michigan, usinas nucleares francesas e muitas, muitas mais estão a vazar para o meio ambiente. A mainstream media tem que se livrar das correntes da elite de alguma forma e relatar esta história crucial. O nosso planeta e os nossos povos precisam de reconhecer o que realmente está a acontecer.

É também fundamental que as pessoas reconheçam que existem várias maneiras de curar vários tipos de cancro e que não somos impotentes a este respeito. Infelizmente os praticantes que tentam fazer estas curas disponíveis são constantemente perseguidos.

(projectcamelotportal.com)

Véu da Invisibilidade

Para todos os seres radiantes que guiam a humanidade para a criação de uma paz duradoura na Terra, com a sua transformação em um planeta celestial sob a purificação da luz vermelha das gémeas solares. Há uma energia oculta no coração que vem de Tonatiuh, o Sol, e se o homem libertá-la, devolvê-la conscientemente ao Sol, ele se tornará imortal.

Mas, para libertar essa energia, é necessário sacrifício. O homem deve sacrificar os desejos e hábitos que ele adora, sacrificá-los em si mesmo, e virar a faca contra o inimigo que ele carrega dentro de si, que mantém o seu coração prisioneiro. Em tempos recentes, os homens ainda se lembravam destas palavras, mas eles já esqueceram o seu significado.

Eles fizeram outros homens inimigos para sacrificá-los e tirar o seu coração, acreditando que tais ofertas propiciariam Tonatiuh. Esta é a sua degeneração, tal é a sua superstição.

Quando o medo se une ao conhecimento, são feitas coisas terríveis. É o Eu dentro de nós mesmos que temos que sacrificar. É o nosso próprio coração que tem de ser arrancado do falso ser e oferecido à luz.

Aceda ao PDF do livro em Inglês clicando aqui

A Corporação

Esclarecedor e elegante, The Corporation é um dos documentários de maior sucesso no Mundo. Baixado no site oficial mais de 500 mil vezes, sem falar dos milhares e milhares dowloads via torrent.

O documentário mostra que quem controla o mundo hoje não são os governos, mas sim as corporações, através de instrumentos como a media, as instituições e os políticos, facilmente comprados.

Mostra até que ponto pode chegar uma instituição para obter grandes lucros, destacando os seus pontos psicológicos como a ganância, a falta de ética, a mentira e a frieza, entre outros.

ICE do Ecocidio

À atenção de todos os Portugueses com mais de 18 anos!

Só há uma maneira legal de travar a nova lei das sementes: assinar esta ICE do Ecocidio.

Isso inclui patentes sobre sementes e a livre troca das mesmas.

Assinem e partilhem pois só temos até dia 21 de Janeiro. (está em português)
http://www.endecocide.eu/

Ao assinar a iniciativa de cidadania europeia, lembre-se que precisa de colocar os dígitos de controlo.

Veja as fotos em https://www.facebook.com/pages/Cidadania/364688990300944?fref=ts

Como assinar:

1) clicar no link
https://ec.europa.eu/citizens-initiative/REQ-ECI-2012-000029/public/index.do

2) clicar onde diz “apoiar” (está na barra azul)

3) Selecione o país “Portugal”

4) Escolha o tipo de documento ( Bilhete de identidade, Cartão de Cidadão ou Passaporte )

5) Escrever o número de identificação que consta do bilhete de identidade, cartão de cidadão ou passaporte DEIXAR UM ESPAÇO E INSERIR OS DÍGITOS DE CONTROLO

6) Escrever o nome completo

7) Escrever apenas o apelido

8 ) Escrever a data de nascimento (dia, mês e ano)

9) Escrever a sua nacionalidade

10) Clicar nos dois quadrados que aparecem no fim, certificando que está a votar apenas uma vez e que declara ter tomado conhecimento da declaração de privacidade

11) Inserir os caracteres que vê na imagem
RELER TUDO PARA CONFIRMAR QUE NÃO SE ENGANOU EM NADA

12) clicar Enviar (facebook.com/SUD0H4K3RS/timeline)

Este video explica o problema que estamos a enfrentar:

O Segredo Obscuro da Monsanto: Efeitos do Herbicida Roundup No Feto

Na sua primeira consulta pré-natal, são atribuídas às mulheres grávidas uma lista de alimentos que não podem ingerir, incluindo frios, peixes e queijo não pasteurizado.

Existe uma crescente consciência do facto de que esta lista pode ser perigosamente não exaustiva (e amplamente equivocada, especialmente quando se trata de lácteos não pasteurizados e ovos).

Mesmo um recente pronunciamento ousado pelo Royal College of Obstetrics and Gynecology, tentou soar o alarme sobre as exposições químicas com recomendações para exposições “não provadas”, mas potencialmente perigosas. Eles descrevem a importância de considerar os produtos químicos em produtos de cuidados pessoais, medicamentos e suplementos, metais e poluentes industriais em peixes, e os pesticidas.

No entanto, eles diluem a mensagem com declarações como “Realisticamente, os pesticidas são tão rigorosamente regulamentados que a exposição humana através de restos de alimentos normalmente é mínima, mesmo em produtos não- orgânicos.”

Infelizmente, o conceito de “a diferença entre o veneno e a cura está na dose” não é mais operativa num mundo de múltiplas exposições químicas sinérgicas, a toxicidade do que parece ser contingente sob cada sistema endócrino e imunológico de cada individuo.

As limitações da capacidade de resistência humana são reveladas na vulnerabilidade de um feto em crescimento. Um processo misticamente orquestrado, embriogénese e a interacção de um incalculavelmente vasto número de variáveis ​​desafia a nossa capacidade de compreender como estas “instruções” podem ser unidas em duas células, o óvulo e o esperma.

O estudo da epigenética, ou a influência do ambiente na expressão genética, deu-nos uma pequena visão nesta vasta sala do desenvolvimento fetal. Nós aprendemos que a disponibilidade de nutrientes, presença de hormônios do stresse, e até mesmo as bactérias benéficas, tudo contribui para a expressão ideal de genes fetais. Esta expressão é relevante não apenas para o crescimento adequado dos dedos das mãos e pés, mas para a saúde a longo prazo do bebé. Este conceito é chamado de origem fetal das doenças do adulto, e tem ajudado a elucidar os primeiros fundamentos de doenças crónicas como o cancro e a obesidade. Até o momento, toxicologistas estão mal equipados para avaliar estes efeitos epigenéticos a longo prazo, mas estudos em animais estão a revelar a herança transgeracional de defeitos induzidos por pesticidas.

Os Defeitos no Nascimento Causados pelas Propriedades do Roundup (glifosato) Escondidos por Décadas

Em 2010, depois de um dramático aumento nos relatos de defeitos congénitos na Argentina (um aumento de quatro vezes), desde 2002, foi realizado um estudo de laboratório onde foram encontradas baixas doses activas de glifosato, o herbicida mais prevalente em todo o mundo, que causa defeitos congénitos em embriões de rã e frango. Este estudo foi seguido por outros que demonstram anomalias cardíacas, morte embrionária e suspeita-se que as malformações multifocais estão relacionadas com a intoxicação da vitamina A oxidada causada pelo glifosato. Um estudo mais recente em peixes tropicais ecoou essa preocupação relacionada com a dose, com resultados terríveis.

A percentagem de sobrevivência e incubação diminuiu enquanto a concentração de glifosato aumentou. Ausência da barbatana peitoral (s) e da córnea, cauda permanentemente dobrada, abdómen em forma irregular, e rompimento celular na barbatana, cabeça e abdómen estão entre os efeitos teratogénicos comuns observados.
Estes estudos representam apenas a ponta de um vasto iceberg de pesquisa, que mostram claramente que o glifosato causa defeitos de nascimento, e que a indústria de pesticidas, surpreendentemente, já tem conhecimento há um longo período de tempo.

“Earth Open Source”, um grupo de cientistas independentes publicou um compêndio de literatura intitulado de “Roundup e os Defeitos de Nascimento: Está o Público a ser Enganado?”( “Roundup and Birth Defects: Is the public being kept in the dark?”) afirmando: “A indústria de pesticidas e reguladores da UE sabia já desde 1980-1990 que o Roundup, o herbicida mais vendido no mundo, causa defeitos de nascimento – mas eles falharam em informar o público.”

O relatório foi o subproduto de uma colaboração internacional de cientistas e investigadores interessados ​, e revela com clareza chocante como os estudos da própria indústria mostram que o Roundup causa defeitos de nascimento em animais de laboratório. Um dos estudos contundentes foi mesmo encomendado pela Monsanto, fabricante do herbicida.

As conclusões do relatório foram resumidas da seguinte forma:

• A indústria tem conhecimento a partir dos seus próprios estudos desde 1980 que o glifosato causa malformações em animais de laboratório em doses elevadas.

• A indústria tem conhecido desde 1993 que esses efeitos também podem ocorrer em doses médias ou baixas.

• O governo alemão tem conhecido desde pelo menos 1998 que o glifosato causa malformações.

• O painel de revisão científica de especialistas da Comissão da UE , em 1999, sabia que o glifosato causava malformações.

• A Comissão Europeia tem conhecido desde 2002 que o glifosato causa malformações. Este foi o ano em que assinou a aprovação actual do glifosato .

A Comissão Europeia já tinha ignorado ou desmentido muitos outros achados da literatura científica independente que mostram que o Roundup e o glifosato causa desregulação endócrina, danos ao ADN, toxicidade reprodutiva, neurotoxicidade e cancro, bem como defeitos de nascimento. Muitos destes efeitos são encontrados em doses muito baixas, comparáveis ​​aos níveis de resíduos de pesticidas encontrados nos alimentos e no meio ambiente, desafiando a noção de que não existe tal coisa como um “limite de segurança” de exposição.

Entre efeitos prováveis ​​que podem passar despercebidos estão a desregulação endócrina, efeitos sobre o desenvolvimento, ampliando os efeitos de ingredientes adicionados (adjuvantes), os efeitos de combinações de produtos químicos, e os efeitos sobre as abelhas. Outros efeitos que podem passar despercebidos podem ser consultados em estudos científicos independentes, visto que a antiga directiva não diz explicitamente que tais estudos devem ser incluídos no dossiê do sector.

No reino de pesticidas e herbicidas persistentes e bioacumuláveis​​, testando apenas o ingrediente activo ou “AP” pode deixar os fabricantes falsamente tranquilizados. A toxicidade sinergética explodiu a noção simplista de “a diferença entre o veneno e a cura está na dose” e um crítico estudo da “Biomed Research International” intitulado “Pesticidas Mais Recorrentes São Mais Tóxicos Para As Células Humanas Que Os Seus Declarados Ingredientes Activos” (Major Pesticides Are More Toxic to Human Cells Than Their Declared Active Principles) destina-se a abordar as suposições erradas em torno de pesticidas e toxicidade dos herbicidas, revelando que o Roundup da Monsanto pode ser até 10.000 vezes mais tóxico em comparação com apenas o glifosato.

Similar aos ensaios não- controlados com placebo sobre vacinas, adjuvantes e conservantes são vistos como espectadores irrelevantes na consideração do perfil de risco. Estando no topo da cadeia alimentar, as crianças são mais susceptíveis a esta bioacumulação e à passagem do Roundup nos seus sistemas de crescimento. As mães pela América fora e “Sustainable Pulse” demonstraram a primeira quantificação de sempre de Roundup no leite materno. Eles descobriram que, em 3/ 10 amostras de todo o paí , o leite materno contém níveis de 760- 1600x maior do que é permitido pela Directiva Europeia de Água Potável. Amostras de urina de Americanos continham níveis de 10x superior à dos Europeus, e os 3 níveis mais altos foram em mulheres .

No passado, a Monsanto disse que não havia razão para preocupação. Os efeitos deletérios do DDT, agente laranja, e PCBs só serão reconhecidos depois de décadas de evidências acumuladas de perigo irreversível para a vida humana. Estes dados preliminares pedem um cessar e desistir de toda a pulverização de glifosato e se poderem ser realizados testes de segurança apropriados que possam revele o sinal da presença e persistência e na circulação fetal, o leite materno, e do meio ambiente em geral, no contexto das provas de dano. Até que a agricultura orgânica e biodinâmica cresça e se torne um papel vital na nossa alimentação, evite estes produtos químicos não estudados, concentrando-se em produtos orgânicos, alimentos de origem animal de pasto, e os produtos não-transgénicos rotulados.

Temos de nos erguer em protesto contra esta experiência não consensual que afecta todas as formas de vida no planeta. (greenmedinfo.com)

Estudos: Skinner Laboratory / i-sis.org.uk / ncbi.nlm.nih.gov

Nota Alexandre: Não se esqueçam, é já dia 24 que vai haver a marcha global contra a Monsanto! Junta-te a esta luta! Todos nós sofremos com isto! Se queres saber mais informações sobre esta marcha clica na imagem que está no topo do blog ou consulta este link: Marcha Mundial Contra a Monsanto – Lisboa